16 on 16: Carta à uma criança



Minha filha,

Se você está lendo isso agora, provavelmente e infelizmente eu não posso estar mais ao seu lado. Sei o tanto que deve estar triste com isso tudo acontecendo e já consigo sentir o sofrimento seu e da sua mãe. Cuida bem dela por mim, tá? Cuida que eu estou aqui em cima cuidando de vocês duas.

Desculpa por não ter aguentado um pouco mais para viver a vida do seu lado. Estava difícil a cada dia e por mais que eu quisesse e tentasse lutar contra, eu já não estava conseguindo. Era um caminho sem saída, entende? Não tinha mais luz no meu fim de túnel, mas isso não vai acontecer com você. Eu prometo. Você é a pessoa mais linda que eu já conheci, tanto por dentro como por fora (desculpa pelo eterno e enorme clichê, eu sei que não gosta de frases feitas, mas não pude evitar) e coisas ruins não acontecem à pessoas como você.

As coisas vão dar certo para você e para sua mãe. Já deixei tudo preparado para que a dor não martelasse tão forte assim. Vocês vão ser felizes, eu sei que a vida é difícil e quem tem horas que parece que todas essas palavras foram em vão, mas eu também prometo que não. A vida é linda, meu bem, você só precisa pegar o caminho certo. E eu tenho certeza que já está nele. Então siga que nos vemos no final.

Eu sei que sua mãe não vai ter forças para te contar isso nem tão cedo, mas eu queria que você soubesse de algo importante. Fique de olhos bem abertos, porque o amor vai entrar na sua vida quando você menos esperar. Foi assim que aconteceu comigo e imagino que seja sempre assim que ele acontece. Quando a gente menos espera, quando tá esperando alguém na rua e vem aquele sujeito de blusa listrada e esbarra em você. Quando você tá no ônibus e entra aquele homem desajeitado, segurando uma mochila e não sabendo a melhor forma de passar na roleta sem cair.

Conheci sua mãe numa fila do banco (outro clichê, eu sei), mas valeu muito a pena aquelas duas horas de espera para resolver uma situação que eu poderia ter entrado na internet e dado alguns cliques, só que você ainda não existia para me salvar em uma situação dessa, não tinha como.

Eu sei que deve estar pensando: “Como meu pai consegue falar de amor numa situação dessa?”, desculpa, meu bem, mas é que o amor é a resposta para todas as suas perguntas. Pode perguntar para sua mãe, quando as coisas melhorarem por aí, aquela frase que eu dizia sempre. Ela vai te responder: “Ele sempre dizia isso para quem quisesse saber: O amor é a resposta para todas as perguntas. Enquanto as pessoas não acreditarem nisso nada vai mudar.”

É a verdade. Não esquece. Qualquer dúvida, a resposta é amor.

Já sinto saudades.


Beijinhos do seu pai que te ama com todas as forças.


16 on 16 é um projeto literário que começou em agosto. Nele, eu e mais 15 garotas postaremos textos todo dia 16. O tema desse mês foi: "Carta à uma criança."

Ariana| Camila | Camyli | Deyse | Gabriela | Ghiovana | Jade | Jeniffer | Lianne | Maria Fernanda | Marlana | Nicolle | Sara | Thaís 





Você pode gostar também

2 comentários

  1. Nossa Mari, que intenso, triste.
    Mas sempre há um que de beleza na tristeza.
    Adorei a carta.
    bjo

    ResponderExcluir
  2. Que lindo, mari! Emocionante!

    "O amor é a resposta para todas as perguntas..."
    Super apoiado! :')

    http://ghiovanachristini.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião! Amamos entrar em contato com vocês.