Eu e minhas batatas fritas



Outro dia li em alguma postagem no Facebook que batatas fritas fazem mal à saúde. Todos nós sabemos que sim, batatas fritas não são tão saudáveis quanto maça. Não, você não deveria comer batatas fritas todos os dias. E sabemos também sobre as calorias boas e ruins.

Sabe? Eu fiquei pensando... Se batatas fritas são tão vilãs assim, nós não deveríamos nos permitir comê-las. Mas elas são sim MUITO gostosas! E o que seria da vida se não fossem as coisas gostosas que nos devolvem muitas vezes o que os desprazeres da rotina nos tiram?

Pois bem. Pensei um pouco mais e fui além. Lembrei dos empregos que só nos trazem estresse e um salário que não paga nossas amarguras de segunda à sexta. Porquê continuar neles? E aquelas amizades? Aqueeeelas que não acrescentam em nada e nos levam a fazer muita coisa sem noção? Pra quê mantê-las? Já pensou em analisar um pouquinho se o seu relacionamento amoroso está valendo à pena? Porque viver brigando, chorando e depois voltando para o (a) seu (ua) amado (a) não é muito bem uma forma de amor. É apenas uma falta de amor próprio. E isso faz um mal danado!

Para se ter uma vida saudável de verdade, não basta abdicar das batatas fritas. Precisamos também avaliar todas as outras toxinas que poluem nossas mentes e corações. O corpo ficará feliz e a alma vai agradecer!

No mais, sigo comendo algumas batatinhas, bebendo alguns refrigerantes e roubando alguns brigadeiros nas festas infantis. Minha dieta não anda muito rigorosa, mas os pequenos prazeres da vida são necessários. E, aos pouquinhos, vou também diminuindo a frequência dos outros excessos. Das calorias e das tristezas. Das pessoas negativas e dos amores sem futuro. Assim vou ficando mais leve. Vou ficando mais livre. E isso vale mais que mil dietas!




Você pode gostar também

0 comentários

Deixe sua opinião! Amamos entrar em contato com vocês.