Não sei mais o que tenho que fazer para você admitir


Numa conversa à toa no barzinho da faculdade te contei todas minhas decepções e minhas ilusões da vida. De repente virou mania te contar sobre minha vida, compartilhar mensagens bobas e pedir conselhos, mas pra ser sincera estou cansada desse lenga lenga. Estou cansada das mensagens cheias de segundas e terceiras intenções, estou cansada dos sorrisos e olhares trocados, mas nada além disso.

Do que tanto você tem medo? De eu querer algo sério? De você acabar querendo algo sério? Calma lá garoto, só quero me divertir um pouco, só quero sentir seu perfume mais de perto, só quero estender mais a sua risada e deixar essas borboletas que apareceram aqui no meu estômago baterem as asas. Já faz tanto tempo que não me sinto bem assim com alguém, à vontade para poder contar tudo que vem a minha cabeça doida e preocupada; faz tanto tempo que o sorriso de alguém não me cativa por mais que cinco minutos, faz tanto tempo que o assunto não fluía assim, como quando estamos juntos conversando. Então, o que mais eu preciso fazer, hein?

Você precisa admitir logo, porque está bem na nossa cara que isso não é só uma amizade ou só um flerte inocente. Eu poderia admitir primeiro, mas sabe como é, sou orgulhosa para caramba e um pouco à moda antiga também, prefiro esperar que o homem tome a iniciativa. Quantas jogadas de cabelo, quantas piscadas de olho, quantas noites conversando no barzinho ainda serão necessárias para você admitir que você me adora? Que você adora o meu jeito complicado e verdadeiro, que você ri das minhas piadas sem graça porque acha bonitinho o quanto me esforço para contá-las para você?

Admite aí que você me adora, não espere eu ir embora, não espere aparecer alguém querendo roubar a minha atenção, você sabe que ultimamente não tenho me prendido por muito tempo em algo sem futuro, então garoto pare de perder tempo, chega de rodeios, porque é impossível que você ainda não tenha notado todo esse clima entre nós. Orgulhosa que sou, vou continuar jogando charme, trocando figurinhas e escrevendo textos na esperança que entenda as entrelinhas, entenda os olhares e finalmente roube um beijo meu, porque está escrito na sua cara que é exatamente isso que está pensando em fazer quando elogia meu batom vermelho e fica olhando para minha boca por quase dois minutos, não é mesmo?

Você pode gostar também

0 comentários

Deixe sua opinião! Amamos entrar em contato com vocês.