Dos papéis de trouxa que fiz e faço diariamente


Gostaria de mandar um beijo para todos os papéis de trouxa que fiz durante esses meus anos de vida. Como dizem por aí, já dava até para montar uma papelaria...  

"Menina do céu, tão nova e tão trouxa?" Pois é, minha filha. A vida nem sempre é fácil para todos os times que estão em campo.

Mas sabe de uma coisa? De muito me valeu todos esses papéis. Eu aprendi com eles! Afinal, cada vez que erramos, vem uma nova lição, mais um grande aprendizado. Então, se devo agradecimentos a alguém, esse alguém se chama vida.

Sei que muitas vezes falei demais, brinquei em momentos desnecessários, fiz aquelas dancinhas escrotas e escrevi palavras que nunca vão se concretizar na parede do seu quarto. Tá, fui infantil? Sim! Fui trouxa? Claro! Mas quer saber? Eu não me importo! Se tudo der errado, monto uma papelaria e começo a vender todos esses papéis, de alguma coisa deve ser válido, nem que seja como ensinamentos.

Não tenha medo de bancar a ridícula sonhadora. É errando que se aprende e temos a vida inteira ainda para errar... Ops, acertar!

Você pode gostar também

0 comentários

Deixe sua opinião! Amamos entrar em contato com vocês.