Te escrevi



Porque achei mais fácil do que te ligar e te acordar de um sono tão sereno que é o teu. Te escrevi porque o que sinto é tão intenso que seria covardia minha deixar ele quieto aqui e não contar pra Deus e quem sabe, pro mundo: resolvi te tirar um pouquinho do meu coração e te eternizar no papel. Espero que tu não se importe. Te escrevi pra contar que mais uma vez, esse texto é pra você.

Rabisquei umas coisas porque a carência bateu. Deu saudade de ouvir tua respiração a centímetros do meu ouvido. Te juro que fechei os olhos e escutei você sussurrando "durma bem, deixa que eu te cuido" - como da primeira vez que dormimos juntos, você lembra? Ah, eu lembro, e mesmo que eu tenha demorado tanto pra falar aquelas três palavrinhas, quero que você saiba que eu te amei ali.

Te escrevi pra dizer que toda a minha insegurança foi pro ralo quando você me abraçou e disse que ficaria do meu lado. Tem momentos na vida da gente que não precisamos de alguém que nos entenda perfeitamente, mas sim alguém que esteja disponível pra te dar um ombro, ou os dois. Aliás, obrigada por inúmeras vezes me carregar no colo. Te escrevi pra dizer que teu sorriso é lindo e que ele me esquenta do mesmo modo que o sol me esquenta em dias frios. Ele alimenta a alma, moço e se pudesse, eu ficaria te olhando rir por dias.

Te escrevi porque foi a forma mais verdadeira pra dizer que te amo. De todas as somas erradas, cê foi a única soma que deu certo. A única que se encaixou em mim. De tantos "some ou soma", cê foi o único que ficou, que aturou minhas mudanças de humor e que me amou. Não fique surpreso, eu sei quando sou amada. Eu sinto. Percebi isso quando resolvemos pôr um fim no nosso relacionamento, e pelo telefone, você chorou. A gente chora porque sabe que amores são difíceis de encontrar. Chora porque sabe que ama. Porque lá no fundo o flashback já começou, e todas as lembranças começam vir à tona. Eu prometi em silêncio que não haveria mais motivos pra te ouvir chorar. Sabe porquê? Porque dói. E é uma dor insuportável, é como se abrisse uma ferida e ela não cicatrizasse. Deu vontade de te deitar no meu colo, bagunçar teu cabelo e dizer que momentos assim fortalecem nosso relacionamento.  

Te escrevi pra dizer que eu me perco e me encontro em você. Que é muito mais lindo me ver pelo teu olho e que quando estou contigo, me sinto em casa. Te escrevi pra dizer que admiro a tua paciência e toda a tua calma. Meu coração agitado precisava dessa calmaria. Te escrevi pra dizer que tu é meu ponto fraco. Posso ficar brava - imaginar coisas inimagináveis, fazer birra, forçar uma DR, mudar o humor - mas quando tu chega, eu me derreto toda. Você mexe comigo.

Te escrevi pra dizer que eu te amo. Queria ser a metade da pessoa que tu é, e que se tu me permitir, vou te copiar um pouco. Te amo por me deixar ser quem eu sou. Por acreditar em mim, por me apoiar. Eu te amo por ser meu melhor amigo, e por me dar a sorte de ter um lugar pra me refugiar quando o dia não vai bem. Te escrevo sabendo que não escrevi nem a metade. Te amo sabendo que assim o faço por inteira.

*fonte da imagem

Você pode gostar também

0 comentários

Deixe sua opinião! Amamos entrar em contato com vocês.