O talvez não valeu para você


Sei que talvez eu não tenha tomado a melhor atitude ao fugir assim, sem nem me despedir. Você pode estar pensando que eu faço isso com todos que me envolvo, em termos, você tem razão. Mas eu não sei te explicar com muitos detalhes, só que foi diferente com você! Nem sempre eu sou essa louca que bebeu demais e dançou até os pés ficarem inchados. Gosto sim de dançar, de beber e aproveitar a noite, e tendo você ao meu lado foi um pouco estranho.

Eu me senti livre e totalmente segura para ser quem sou, sem me importar com o fato de poder estar dando vexame no meio da rua e ter todo mundo me olhando! Amava cada vez que te via me encarar, com seu copo cheio na mão, sorrindo como se estivesse vendo uma criança brincar. E quando você, finalmente, decidiu se juntar a mim e dançar, aproveitar o momento. Nossa! Como eu estava feliz.

Mas eu continuo sem entender o porquê de ter fugido, de não ter ficado e te visto acordar, de tomar o café da manhã com você, de conversar e saber o que você mais gosta, de conhecer sua rotina e tudo mais! Talvez tenha sido medo! Medo por ter ficado anos sem me prender a alguém, depois de ter sofrido com o meu ex e ter decidido que eu não iria me apaixonar por homem nenhum e que eu iria somente aproveitar qualquer oportunidade.

Foi fraqueza da minha parte. Eu sempre soube que você não seria o tipo de cara que iria fazer o que os outros fizeram. Por tanto medo, consegui muitas informações do seu passado com nossos amigos em comum, em suas redes sociais e por todos os momentos que passamos juntos até agora, mesmo que tenham sido poucos!

Tomei coragem, decidi arriscar! Estou aqui te explicando o porquê do meu “talvez” e tentando tirar essa ideia ruim da besteira que eu fiz.

Você não entendeu errado. Fui eu que decidi pelo TALVEZ e fugi, por medo de arriscar.

Resposta da música: Talvez - Suricato

*fonte da imagem

Você pode gostar também

0 comentários

Deixe sua opinião! Amamos entrar em contato com vocês.