Finalmente acabou


Um belo dia eu decidi que esse namoro precisava acabar. Não sei se estava fazendo sol, na verdade. Mas tudo bem, porque dias bonitos também podem ser cinzas.

Eu estava assistindo Greys Anatomy e isso não tem nada a ver com o fato de que eu decidi terminar esse namoro. Mas é o que ando fazendo, afinal. Vocês deveriam assistir, é sério.

Foram quase três meses vivendo um relacionamento que, sinceramente, eu poderia considerar abusivo. E se tem uma coisa que eu ando aprendendo sobre o amor é que ele não dói. O que dói mesmo são os erros cometidos em nome dele, ou a sua falta. Então, se estava doendo – e muito – eu precisava dar um fim nisso.

Todos os dias eu chorava. Os dias em que eu não chorava, sentia um vazio que não me trazia nem lágrimas. Esperava em vão a recompensa de ainda continuar te amando. Mas ela nunca vinha. Ela jamais veio.

Então, em meio a toda essa bagunça que era te esperar, eu decidi que não dava mais. Que antes de amar você, ou qualquer pessoa, eu precisava continuar viva. E isso tudo estava me matando.

É certo que todo mundo tem o direito de viver seus lutos. Eu vivi o meu. Ver você me deixar de uma forma simples e desprendida foi tão forte que talvez alguma parte do meu coração tenha morrido. 

Mas sabe, aprendi uma coisa sobre corações – Greys Anatomy, amigos – eles são capazes de grandes feitos. E, acreditem ou não, o meu voltou a viver no dia que entendi não ser mais preciso chorar. O luto havia terminado.

Então, nesse dia, eu terminei esse namoro estranho e sem explicação com a saudade. Se foi bom enquanto durou? Não sei. Talvez tenha me ensinado a ser mais forte. Mas quase me fez desistir de acreditar novamente. Foi por pouco.

Quer saber? Foi a melhor coisa que eu fiz. A sensação de não precisar carregar o peso da sua ausência foi libertador. Depois disso, decidi que poderia assistir um pôr do sol por aí. Que poderia sair para ver um filme em plena terça-feira. A verdade é que a vida nunca fecha uma porta sem te oferecer um horizonte inteiro sem limites. Um céu totalmente estrelado ao seu dispor. Ela só estava esperando esse namoro acabar.

O que achou do texto? Deixe seu comentário e leia mais textos da Raquel aqui.

Você pode gostar também

1 comentários

  1. Que texto lindo! Um namoro, casamento, relacionamento algum pode ser abusivo. E quanto ao vazio, este só a presença do Espírito Santo preenche! Nada material ou físico sacia a alma ou traz a felicidade, a paz, a realização, completude. Só um encontro com Deus.

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião! Amamos entrar em contato com vocês.