Eu pisei nas rachaduras do chão por você


Mil pensamentos rodeiam a minha mente. Tento descrevê-los, mas quando pego a caneta e o papel, pensando que ao escrever isso pode se tornar mais fácil, tudo some. (Ou se embaralha mais). 

Já se passaram mais de 2 horas, tudo se embolou, mas ainda estou aqui, pensando no que fazer. A vontade que eu tenho é de sumir. Estou pronto para partir. (Será que estou mesmo?)

A única certeza que ainda resta em mim, é a de que seus grandes olhos castanhos, com cor de mel (ou cor de caramelo? Não consigo decidir isso.) (Mel, caramelo, mel, caramelo, mel, caramelo) me paralisam. Eu seria capaz de olhar para eles durante horas, mas aqui existem muitas rachaduras no chão.

Meus olhos fixam nas suas mãos enquanto você amarra o cabelo. E insisto em olhar, mesmo quando minha agonia ataca, observando que você sempre deixa uma mecha solta.

Já tomei coragem pra ir falar com você, por 73 vezes seguidas. Esse número ímpar não me deixa em paz, ainda faltam 27 para chegar em 100 vezes, onde talvez eu consiga ir.

A minha vontade de ter você comigo é tão grande, que eu seria capaz de abandonar minhas manias. Ou pelo menos as que atrapalham a vida.

Por você eu ignoro as rachaduras no chão, deixo de perceber que a mesa onde você sempre senta está suja. Prometo que não vou lavar às mãos depois de mexer no seu cabelo.

Eu não vou surtar quando algo não estiver perfeitamente alinhado ou simétrico. Vou me segurar, eu prometo. (Eu prometo, eu prometo, eu prometo, eu prometo, eu prometo) (tenho que falar comigo mesmo por várias vezes até conseguir)

Eu só preciso de você. Te quero tanto que estou aqui na sua frente, pisando nessa rachadura no chão, me segurando para não correr. Fica comigo, deixa eu te dar carinho (por várias vezes seguidas). 

Olhe pelo lado bom, você vai ficar segura ao meu lado, porque eu sempre tranco a porta, por 10 vezes consecutivas. Fica comigo?

Você pode gostar também

0 comentários

Deixe sua opinião! Amamos entrar em contato com vocês.