Mais uma para você


Muito obrigada por me dar amor, por me ensinar a amar e por me fazer amada. Sabe, você é daqueles problemas matemáticos que resolvo, porque sei como distribuir os números na fórmula, mas que nunca consigo entender, você está tão longe, mas tão perto.

Sei que não preciso te ter para sentir sua alma me abraçar, não preciso te ouvir pra saber como é tua voz, não preciso te ver para descrever seu rosto, nem ao menos preciso fechar os olhos para que esteja em minha memória.

“Você chegou do nada e já se tornou tudo…” meio clichê, né? Pior que é verdade, quando a gente se beijou foi como se você tivesse tirado uma parte minha e colocado uma sua no lugar, tornando-se, assim, parte do meu corpo. Tomara que esta parte arrancada não seja do meu coração, afinal ele não tem fácil cicatrização e já está com uma parte faltando. Aquela que você levou quando decidiu ir embora, e levou só um pedacinho de mim junto a ti, deixando o resto todo destruído. Tudo que passamos tenho guardado em minha mente, as marcas, tanto físicas quanto psicológicas, doces lembranças, breves momentos dessa longa história.

Acredito que tudo está no seu devido lugar, não sei se isso está bom. Você sabe, nunca fui muito boa com as palavras. Já você sim, sempre soube o que dizer e em que momento dizer. Ainda tenho tudo o que me deu: as cartas, as imagens e os presentes. Mas não preciso nem pegar um deles, para saber exatamente o que significa e quando me foi dado. Tenho tudo gravado em mim. Cada detalhe. Cada gesto. Cada palavra.

Muito obrigado por me fazer sorrir todos esses anos e por me fazer chorar milhares de vezes por você, cada lágrima derramada por você, foi mais um aprendizado que tive. Os sorrisos que tive foram mais um motivo para te amar. Eternamente. Com o sofrimento você me fez madura, crescida e adulta, e também me fez de boba, criança enciumada, diversas vezes.

Você sempre soube melhor do que ninguém que me meu coração é duro. Nem o inferno, talvez, o derretesse. A vida me ensinou a ser assim: a não acreditar no amor e nem a acreditar nas simples coisas boas da vida, como ter um dia inteiro feliz. Mas, infelizmente ou felizmente, você conseguiu me amolecer aos poucos, até eu me entregar totalmente a você.

Você pode gostar também

2 comentários

Deixe sua opinião! Amamos entrar em contato com vocês.