Relacionamento abusivo, LIBERTEM-SE!


Eu sempre ficava de boca aberta com os casos que passavam na televisão, naqueles canais de rede aberta extremamente sensacionalista, sobre mulheres que eram espancadas, hostilizadas e até mesmo mortas por seus namorados/maridos. Daí ficava me perguntando "por que será que eles fizeram isso? Será que elas faziam algo de errado?". Aquilo ficava me assombrando por dias. 

Quando saí da minha fase criança e fui enfrente a realidade como mulher descobri duas coisas: Primeiro - esses casos que eu via na televisão são chamados de "relacionamentos abusivos" e segundo - a violência contra alguém não precisa ser necessariamente física, pode ser psicológica também. Com o decorrer da minha juventude cheguei na (tão esperada) fase de ter um namorado! Eu e minha amigas começamos a nos envolver com rapazes da nossa idade e até algumas vezes um pouquinhos mais velhos. 

Algumas engataram em relacionamentos e outras não passaram de uma troca de afagos. Nada de muito diferente do esperado, até que comecei a ver amigas minhas não podendo mais sair para tomar um sorvete comigo na praça, não podendo ter amizade com meninos ou até mesmo cultivar as amizades existentes antes do namoro. 

Vi muitas amigas me falarem que não usavam mais determinada tipo de roupa porque o "namorado" não gostava. Várias vezes presenciei minhas amigas apagando tudo o que tinham em seus celulares porque tinham medo do que os namorados podiam fazer/dizer caso encontrassem algum foto ou mensagem que considerassem erradas. Vi minhas amigas fazerem coisas totalmente contrariados para realizar o desejo de seus namorados... Escutei que elas nunca iriam arrumar alguém melhor do que o atual namorado ou um cara que as amassem mais. Presenciei amigas excluindo algumas pessoas das redes sociais porque seus namorados não concordavam deles serem amigos virtuais... 

Até que em um determinado dia uma amiga minha muito próxima levou um tapa no rosto porque em uma discussão discordou de seu parceiro. Na hora que soube disse meu coração apertou de uma forma que nunca tinha sentido antes e as perguntas (que comentei no começo desse texto) vieram na minha cabeça! Pronto, tinha encontrado as respostas... NÃO, elas não estavam erradas. Não, elas não fizeram algo errado... Essas mulheres apenas estavam vivendo normalmente, o problema de fato estava em seus parceiros que possuíam um visão machista e controladora de suas parceiras. 

Em pleno século que vivemos, com tantos meios de comunicação e esse poder de expressão é expressamente proibido uma mulher deixar de viver por conta de parceiros assim. Coloquei uma meta na minha vida: ME PROÍBO DE VIVER EM UM RELACIONAMENTO ABUSIVO. Por isso digo de todo coração: mulheres, LIBERTEM-SE, se permitam viver e serem vocês mesmas! O relacionamento não é a metade que estava faltando na sua vida e sim o inteiro que vai se unir ao seu inteiro para somarem a vida toda. LIBERTEM-SE!

_
Esse post faz parte da nossa semana especial do dia das mulheres. Para ler os outros, clique aqui. 
  

Você pode gostar também

0 comentários

Deixe sua opinião! Amamos entrar em contato com vocês.