Efeitos de estar com você


Você sorri. E tudo a nossa volta vira um borrão. 

Um grande borrão que parece muito com as lembranças que tenho da minha vida antes de você. Seu sorriso não só brilha, mas também ascende. Acende todo um caminho que percorreremos. Ascende toda uma vida com você. Acende todos os sorrisos que você ainda dará comigo. 

Você ri. O som da sua risada rouba a minha audição. 

Ensurdeço para o mundo, aguço-a para o infinito. Meus batimentos aceleram, minha respiração descompassa, minha pele arrepia. Meus sentidos todos enlouquecem. Sou arrancada do momento e levada para outro lugar, uma realidade paralela. O nosso mundo. Sinto como se cada lugar que sua pele encostasse na minha ficasse marcado visivelmente. Esse é o tato mudando, enlouquecendo e querendo enxergar, porque nem ele consegue acreditar no que sente sem querendo trocar de lugar para ter provas mais concretas da sua existência. 

Você já sentiu uma dor tão forte que faz com que seu cérebro libere substâncias que te entorpeçam?
Você já sentiu um amor tão forte que faz com que seu cérebro interprete como uma dor? 

Eu sempre me sinto assim. Você é a droga que meu cérebro libera. Nada me deixaria mais energizada do que te ver chegando. Nada me deixaria mais calma do que um beijo seu. Alucinógenos não me levariam até esse lugar lindo chamado ao-seu-lado.

 E lá vem aquela sensação outra vez. 

É um arrepio que começa no último osso da minha coluna e sobe como se fosse o passear dos seus dedos, vértebra por vértebra, quando dormimos juntos. Pra quem tem vontade de alguma substância que altere o funcionamento do cérebro, sugiro que tentem o Amor Verdadeiro antes, posso afirmar com absoluta certeza que nunca vão querer largar. 

Não há reabilitação que faça com que eu supere a abstinência que sinto quando não te sinto por perto.


            O que achou do texto? Deixe seu comentário e leia mais textos da Gabi aqui.

Você pode gostar também

0 comentários

Deixe sua opinião! Amamos entrar em contato com vocês.